CABOCLOS

A mata estava escura

Veio o luar e clareou

Só se ouvia a voz do Senhor

Quando os caboclos de Oxóssi chegou

 

 

Os caboclos são espíritos de índios que viraram guias de luz e voltam à faixa terrena para prestar a caridade ao próximo. Também podem ser almas de pessoas que assumiram a roupagem fluídica de caboclo como instrumento para cumprir sua missão da caridade, juntamente com essa falange do “povo das matas”.

Apresentam-se altaneiros, dando o seu grito de guerra e gesticulando como se lançassem suas flechas. Normalmente seus conselhos visam a melhorar o ânimo dos mais necessitados. A imagem quase sempre condiz com a figura do bom selvagem romantizado, belo, puro, nobre e arrojado. São espíritos sérios e bastante contidos. Costumam ser bastante sérios nos seus conselhos. São considerados, portanto, grandes trabalhadores do bem e são exímios nas limpezas das auras humanas e experientes nas desobsessões e embates com o astral inferior.

O fumo, geralmente utilizado nos trabalhos de descarrego, não tem relação com o estado evolutivo dessas entidades, pois é usado como instrumento para desmanchar fluidos deletérios que estão “grudados” nos campos energéticos dos consulentes.

Os nomes usados por tais entidades espirituais podem ser nomes indígenas de pessoas, como por exemplo: Cabocla Bartira e Caboclo Pena Verde ou podem ser referências a tribos ou troncos linguísticos, como Tupinambá. Podem ainda referir-se a nomes simbólicos como: Caboclo Sultão das Matas.

Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon