Mochila de Vida



Hoje busquemos fazer uma reflexão realmente para quem continuar na mochila de vida, que cada um ainda deve permanecer com todas essas coisas que carrega de forma desnecessária, nesse curto espaço de tempo, que se chama planeta terra.

Aqui é o momento para deixar todas as vaidades, todos os egos, todos os sentimentos de individualidade, rancores, ressentimentos, obstruções energéticas. Tudo isso, caríssimos, resplandece em órgãos vitais do corpo matéria de cada um: o fígado que não recebe o sangue por meio da oxigenação devida, o estômago, grande válvula de escape, por engolir tantos sapos, elefantes, tantos outros animais que a vida, aparentemente decide que você engula.

Caríssimos, em verdade vos digo, que quanto mais sobe os degraus, para contê-los, mais a vida exige da sua verdade, diante dos seus propósitos enquanto na Terra.

A humanidade tem se esquecido que além do eu, da própria satisfação pessoal, existe uma legião de pessoas agonizantes. Não me refiro a pessoas com baixo teor financeiro, independe de dinheiro ou não. Pessoas agonizantes por palavras amigas, palavras sinceras por palavras que são verdadeiros choques elétricos aos ouvidos, diante da verdade.

Diante da insegurança que se tornou a própria vida, relacionamentos são colocados de forma superficial, somente com o intuito de originar a procriação, mas superada essa expectativa de ambos, ou de uma parte ou de outra, deve seguir a vida com o seu propósito, caso contrario, será um grande martírio permanecer naquela impostura insensata, esquecendo-se dos verdadeiros propósitos para com a vida, esquecendo-se da mochila, da bagagem que carregarás no momento do desencarne. Não se trata de um amedrontamento, se trata apenas de um alerta.

Caríssimos, vivam cuidando das suas próprias vidas, auxiliando as vidas que vierem de vocês, mas não esqueçam que cada ser humano é individualizado. Compartilhem momentos, compartilhem sua vida com essas criaturas e não dediquem sua vida exclusivamente a uma única criatura. Com isso esquece até mesmo de você.

Vamos todos subir a escadaria rumo à espiritualidade maior, para a grande recepção do bem, fazendo a parte do agora, por meio de palavras, por meio de gestos, por meio de atitudes, comportamentos, silenciar mais a mente.

A humanidade se envaidece e cai em lamentos terríveis, provocados pela língua julgadora de quem quer que seja. Caríssimos, os seres humanos são dotados de livre arbítrio e individualidade. Respeitemos as escolhas e a individualidade escolhida para o viver de cada criatura. Todos merecem respeito, todos querem respeito. Para se receber respeito, precisa primeiramente comportar-se com respeito, caso contrário, ninguém te respeitará porque não dá o primeiro passo do exemplo.

Não é fácil para aquele que tem preguiça de iniciar o exercício, a exercitar o que eu digo, mas com o passar do tempo nem se lembrarão o que é enxergar a vida alheia e, comentar qualquer tipo de coisa para a pessoa que faz as suas escolhas, têm os seus comportamentos, levianos ou não, dependendo do referencial. Que referencial? O seu?

Vamos todos cantar unidos, juntos em uma só sintonia para que todos, todos os portais sejam abertos e cada criatura possa passar em cada singelo ou grandioso portal, de maneira eficaz, de cabeça erguida.

Caríssimos, a carne é temporária, mas o espírito é eterno. Façam valer a experiência, enquanto carne, da melhor forma possível, da melhor forma possível. Jamais se esquecendo que dentro da carne habita um espírito e quando este for liberto novamente, será colocado tudo aquilo que foi colocado na mochila, para saber se há coisas oportunas ou se há somente coisas fúteis e desnecessárias.

O conhecimento, caríssimos, segue com o espírito. Amadureçam, estudem, criem teorias, teoremas, não importa qual a nomenclatura, criem seus próprios registros, façam a própria individualidade, sejam únicos, sejam faróis no meio da multidão, sigam, sigam e sigam.

Que a espada flamejante de Miguel possa seccionar, seccionar e seccionar, livrando, livrando definitivamente de todas as mazelas energéticas e espirituais que rondam o pensar, a mente aberta, a mente vulnerável, que todos esses registros sejam seccionados definitivamente com a autovigilância eficaz, com a autovigilância eficaz. Que todos os paradigmas sejam quebrados.

Que todos os conceitos previamente ditos sejam colocados, neste momento, sob a guarda do grande Guardião do Saber para que se espalhem todas essas páginas e sejam reproduzidos novos livros, com novas páginas, para que cada um continue a escrever de forma diferenciada a vida. Nem para uns, nem para tantos, para alguns.

Sigam, sigam o caminho sempre do equilíbrio. Sigam o caminho do equilíbrio, deixa quem quiser falar, segue o teu caminho, porque, em verdade, caríssimos, será tão somente você, com você mesmo, no fechar dos olhos da matéria. Ninguém, ninguém poderá estar com você. Somente vocês, vocês com vocês mesmos. Então, parar de viver o carpe diem e viver plenamente cada segundo, brotando conhecimento, colocando seus nomes nos grandes registros, para que sejam pessoas grandiosas, empreendedoras. Empreender, empreender. Assim seja!

Preto Velho Pai Damião,

Mensagem de início dos trabalhos, Águas de Aruanda, Casa de Pedra, Segunda-feira, 29/02/2016.


0 visualização

Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon