Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon
  • Admin

Lucidez material e espiritual



Graças a cada um de vocês, vários bloqueios, armazenamentos energéticos, foram destruídos, foram retirados. As pessoas tiveram a misericórdia celestial para que andem, para que continuem, para que evoluam de forma mais lúcida e eficaz diante da vida.

Lembrem-se sempre dos grandes guardiões da sabedoria divina que estão depositados em cada criatura. Quanto mais conscientes das suas responsabilidades, não só como ser humano, mas como pessoa, tratando de pessoas, o bem vem em velocidade muito mais rápida.

Não se importe se outro consegue, aparentemente, coisas melhores do que você. Se [ele], aparentemente, possui tantas outras coisas tão somente da matéria, mais do que vocês. Não sabem a que preço, a que custo, tais pessoas conseguiram tamanha coisa.

Sigam, sigam, sigam, com suas consciências tranquilas, tranquilas, observando as oportunidades guiadas da vida, observando quando Deus bate às suas portas de várias maneiras, que às vezes não consegue observar diante da tão turbulenta mente que possui.

Acalmem-se, as coisas seguem do jeito que efetivamente devem ser feitos. Deixem que cada um faça sua parte.

Apoiar-se em subterfúgios, em coisas artificiais para tirar a sua mente da lucidez, para trazer aparentemente confortos passageiros não é o caminho eficaz. Somente maus companheiros são encontrados, somente maus companheiros servem como guias.

Mas, caríssimos, não se trata de um caminhar na santidade, se trata de um caminhar na lucidez, sejam lúcidos, sejam verdadeiros, sejam de verdade, sejam vocês mesmos, com erros e acertos, com benfeitorias e contentes com exercitar. Sejam vocês, sejam vocês!

Saibam silenciar diante da enfermidade alheia, porque, às vezes, não têm a liberdade nem a autorização de invadir o destino do outro. O destino é do outro. Em alguns momentos deve apenas se colocar à disposição para ajudar onde forem necessários.

O planeta ainda passará por muito caos, tudo provocado por euforia material. O dinheiro está provocando muitos desastres. O dinheiro mal aplicado e mal servido está provocando grandes desastres. Tenham cada um o seu dinheiro, mas não sejam escravos do dinheiro. Se não conseguirem dominar o dinheiro, o dinheiro dominará a sua cabeça.

Quem é mais forte? Você ou o dinheiro? Se não conseguir dominar a euforia, o grande golpe do dinheiro, ficará tão pobre, tão pobre, que a única coisa que terá é dinheiro.

Não queiram ser tão pobres, ser tão pobres e a única coisa será o dinheiro que possuem.

Não queiram essa escuridão, essa palidez da vida, que a única coisa que tenhas seja dinheiro.

Não tendes um amigo verdadeiro, não tendes uma família escolhida, não tendes nada, nada, nada de verdade, somente o dinheiro.

Lamentável!

Dizem que o dinheiro compra felicidade. Desconheço. O dinheiro pode trazer momentos felizes, assim como um comprimido de alta dosagem de substância pode trazer a tranquilidade momentânea, mas depois que o efeito passa, depois que o momento proporcionado pelo dinheiro passa, tudo volta ao normal.

Construam coisas eficazes, momentos felizes duradouros, longos, com alicerces, não com material que qualquer vendaval possa destruir. A sinceridade nos relacionamentos é algo imprescindível, quer sejam amorosos, de amizades, familiares.

Dizem que os laços sanguíneos são carmas. Não concordo com essa teoria. São escolhas dos espíritos virem à carne em contextos familiares, mas o carma, deixo a critério de cada um.

As famílias escolhidas às vezes possuem muito mais alicerce do que as famílias de sangue. Desapeguem, desapeguem de todos.

Em verdade, foram apenas colocados em úteros para chegarem nesta vibração, todos foram colocados em úteros para chegarem nessa vibração. Vocês, espíritos, precisavam de uma matéria para chegar aqui, para assistir esse preto velho falar na data de hoje, para assistir esse preto velho falar, na data de hoje: vinte e nove de fevereiro, do ano do calendário romano: dois mil e dezesseis.

Todos precisavam da carne, todos precisavam sair dos seus vilarejos para estar aqui hoje, precisavam de um útero para trazer a carne ao espírito, precisavam de um útero para trazer a carne para ser quem cada um consegue ser, está sendo.

Lembrem-se que vocês são muito mais do que vocês colocam em registros numéricos, muito mais, muito mais. Não se apeguem a um registro de número, não sejam apenas um código de barras, não sejam avatares produzidos em série, sejam cada um individualmente responsável pela melhoria de si, mas também da coletividade.

Andem por todos os terrenos de abutres, convivam com todos os abutres que se façam necessários.

Às vezes os abutres são necessários para testar justamente o que fala, o que estuda, o que faz. Se não fossem os abutres encarnados, como aplicar as devidas lições e saber se está, efetivamente, de prontidão na guarda e na vigilância ou se desequilibra facilmente e se torna tão abutre quanto o abutre apontado?

Muito fácil apontar para os abutres quando não consegue enxergar que já virou também um abutre, um abutre que só reclama, não procura soluções; um abutre que no primeiro obstáculo desiste ou se desespera, esquecendo-se até da fé dita possuidora. Tornou-se abutre, pois somente no bolso tem dinheiro, só. Com sentimentos, verdades, sinceridades, nada, nada. Nada mais.

Caros amigos, lembrem-se que ser abutre é contagioso. Saibam conviver com tantos abutres que se façam à sua frente e do lado, mas lembrem-se mais ainda de não se tornarem um abutre. Um só deslize, tais abutres conseguem arrastá-los para a insensatez da matéria, para prazeres da carne, tão somente passageiros. E depois da sensação o que fica? Sensação. O que preencherá o vazio? Outra sensação. Então, o ser humano vai vivendo de sensações, sensações. A autoimagem distorcida. Enxerga no espelho uma imagem que não é sua, uma imagem projetada. Não consegue enxergar uma imagem da sua própria realidade.

Seja quem você é realmente, faça valer a sua diferença. Arregace as suas mangas e vá à luta.

Não reclame!

Execute o que tiver de ser feito. Ao invés de perder tempo nas reclamações, faça a diferença. Seja quem você diz que é. Seja quem você é mesmo quem diz ser. Seja quem você diz que é. Seja!

Assim é.

Haja luz!

Muita paz!

Pai Damião,

Águas de Aruanda


14 visualizações