Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon
  • Admin

Alimente sua chama Diva



As renovações hoje puderam ser feitas, das mentalidades das pessoas. Todos os ovoides puderam ser retirados e implantadas dentro de cada criatura aqui, humildemente, uma chama que esta casa, que este hospital, que esta circunscrição espiritual, que esse bom retiro disponibiliza aos seus. Uma chama, que quando bem alimentada, colocada no peito de cada um, quando bem alimentada, consegue enxergar o sentido de viver com plenitude essa estada aqui no planeta Terra de maneira mais corajosa, de maneira mais erguida, de maneira mais sem reclamações, porque se o fardo está a pesar, alguma coisa está a acontecer, pois alguma tarefa está sendo executada sem satisfação, sem satisfação e sem prazer.

Uma chama que foi implantada em cada um microscopicamente, chamada DIVA, CHAMA DIVA. Quem sai desta casa portando esta chama DIVA começa imediatamente a massagear a Devoção: a Devoção a esta Inteligência máxima que alguns povos chamam de Deus, que alguns povos chamam de Alá, que alguns povos chamam de Divindades, que alguns povos descrevem Elohins, que alguns povos escrevem em diversas castas de formas diferentes. Aos poucos a Devoção vai sendo alimentada, aumentada.

Creem em Deus, ocidentais? Creem em Deus? Então mostrem no dia-a-dia. Creem em uma força inteligível, máxima? Mostrem na prática, mostrem na prática. Isto é terDevoção. Jamais menosprezar toda confiança que é colocada em todos, diante da oportunidade de experiência neste projeto.

Seguido à Devoção, vem a Intuição: Todos são médiuns, todos são médiuns, porque todos estão entre o mundo espiritual e o mundo material. Todos estão no meio, médium, meio, no meio desses mundos paralelos. Nem viver tanto no espiritual, porque isso é fanatismo, nem viver tanto no material, porque isso daí é materialismo.

O caminho do meio constrói o médium, pessoa que tem acesso aos dois planos palpáveis, porque existem muito mais planos, óbvio, para aguçar cada vez mais a Intuição, para aguçar cada vez mais a Intuição.

Intuição é aquela voz dentro da sua cabeça dizendo o que você deve fazer, é aquela voz que vem dentro da sua cabeça conversando com você mesma parecendo até que você está louca, ou que você está louco.

Quem é esse ser que conversa comigo constantemente: tomando um banho, no silêncio na hora de tomar o café da manhã, indo ao trabalho, fazendo atividades rotineiras? Mas sempre é uma voz que me acompanha e discute comportamentos e situações da minha vida.

É a sua Intuição! É o seu cristal latente falando contigo, o seu cristal.

Muitas máquinas hoje no plano terrestre usam cartões de memória, usam chips para guardar informações, mas cada um de vocês possuem cristais, guardando todos os registros de cada um.

E seguido pela Intuição, nascida da Devoção, vem aVerdade: sem a Verdade não se constrói nada. A mentira pode ser até prazerosa, tem pessoas que tem o hábito, a mania de mentir. Mas até quando vale a pena viver na ilusão? Até quando vale a pena viver no mundo imaginário, criado por uma mente que se recusa a viver a realidade? Até quando? Então nasce a Verdade.

A Verdade vem de você saber dominar os seus medos, inclusive a solidão. Nasceu sozinho, nasceu sozinha. Aprenda a despegar de muitas pessoas, com isso diminuirá as decepções. Quanto mais se apega às pessoas, mais decepcionado fica, porque na realidade, no fundo, você esperava que a pessoa fosse um pouco diferente, um pouco do jeito que você acha que a pessoa poderia ser melhor, que poderia sentir menos dor na alma. Quanto mais desapegar das pessoas, mesmo convivendo, mesmo amando, todos aqui podem amar familiares, amigos, todos, mas sem posse, somente com o respeito.

Quando você respeita o outro, você desapega dos seus egos e reverencia a forma de ser do outro, do jeito que o outro é, mesmo que o outro não trilhe mais do seu lado. Respeito, desapego dentro da Verdade.

E vem posterior à Verdade, latente, o Amor Incondicional: Lembram do respeito? Esse valerá como base doAmor incondicional. Só se pode amar incondicionalmente, aquela criatura que aprendeu a respeitar. E ao respeitar, automaticamente, deixa de julgar, automaticamente, deixa de julgar. Porque se julga está num lugar privilegiado da sua mente.

A sua mente diz a você que você sabe o melhor, que você projeta no outro o que você acha que é de verdade. Mas associado a tudo isso, caríssimos, Amor Incondicional,inclusive, existe as afinidades, as afinidades, que não se explicam, simplesmente se edifica e aumenta o tamanho, as afinidades.

A CHAMA DIVA provoca e as afinidades surgem, surgem para que cada um, depois de experimentada aDevoção, a Intuição, a Verdade e o Amor Incondicional possa entender as afinidades, afinidades de amizade, amorosa, espirituais, sociais, as afinidades. E os afins vão sendo agrupados e os não tão afins vão sendo repelidos para se juntar com os afins, afinal todos convivem em grupos, em sociedades, mesmo que sejam microssociedades.

A integração com a Natureza, cada vez que for maior, vocês entenderão cada palavra que esse Preto Velho sempre diz, a integração com a natureza, tudo que está na natureza.

De onde vem a matéria-prima que abriga suas cabeças? Esta madeira veio da natureza, o barro desta telha veio da natureza, o barro dessas paredes veio da natureza, a areia dessas paredes veio da natureza, a matéria-prima desse piso veio da natureza. Todos vocês estão abrigados na natureza, numa natureza manipulada, numa natureza grosseira, em uma natureza adulterada, em uma natureza química, em uma natureza refinada aos gostos e padrões humanos.

Alguém discorda?

Toda a natureza, silenciosamente, para ficar mais perto da criatura, aceita toda química para auxiliar no aterramento, no Divino Aterramento, toda natureza.

Não precisa ir ao parque para fazer o DivinoAterramento, porque a natureza está aos seus pés. Pise no chão, neste piso de barro e façam o aterramento.

Olhem para as estrelas!

Quantos aqui nunca mais olhou para as estrelas, olhou para o céu. Quantos passam de forma despercebida diante dessas estrelas que gritam por recados, gritam por baldes para lavar a sua alma. Quantos agradecem ao Sol por ativar a sua vitamina "D", diariamente?

Formas automáticas: "para quê agradecer se é obrigação do Sol ativar as Vitaminas 'D'?"

Quantos se protegem mentalmente para driblar o medo dos assaltos, roubos, confusões e intempéries da vida? Saem de qualquer jeito de suas casas e se entregam ao grande jogo de vídeo-game que é a vida? Aos carros, às pessoas que se batem em você e vai vivendo um verdadeiro jogo de vídeo-game. Concordam?

Se atiram ao jogo e nem sabem se chegarão do mesmo jeito em casa, mas pega uma condução, vai para um local, executa o que precisa ser executado, ganha um papel que se chama de dinheiro, colocam no bolso, gasta, ganha de novo, gasta, ganha novamente, gasta, em ciclos intermináveis, ciclos intermináveis, onde vale mais quem acumula mais papel. Quem acumula mais papel é mais respeitado, por isso que a humanidade almeja acumular papel, porque quanto o maior número de papel na gaveta, no cofre, maior o respeito a ser comprado, maior o respeito a ser comprado.

Então, caríssimos, aproveitem a CHAMA DIVA implantada dentro de cada criatura aqui, de forma livre. Alimente-a com a Devoção, com a Intuição, com a Verdade, com o Amor Incondicional, com o respeito à toda natureza que integra o seu ser e às suas verdades, porque o Preto-Velho não fala a verdade absoluta, apenas fomenta a discussão das verdades, das verdades. Porque aquele que disser que é portador da verdade absoluta e una, esta pessoa está enterrada em grandes vaidades e corrupções mentais.

Vamos fomentar as discussões, escrevam teorias, inclusive, contrárias ao que eu estou falando, Pai Damião. Tenham capacidade de contrapor item por item, fomentemos a discussão louvável e democrática, louvável e democrática. Vamos democraticamente fomentar as discussões. Assim Seja!

Pai Damião,

Mensagem de Encerramento dos trabalhos, 09/05/2016. Águas de Aruanda.


23 visualizações