O grande desafio de 2017



A humanidade está sendo convidada a passar por um Portal de transformação. Então peço a todos que empreendam seus melhores pensamentos, suas limpezas da alma, os seus desapegos do que for excessivo na vida de vocês, dos sentimentos inebriados por confusões mentais que atrapalham o caminhar, que engessa o despertar, que todos possam a cada dia entender, como certa feita numa passagem da Bíblia, existia uma mulher que possuía durante anos uma forte hemorragia e em um único momento da vida dela, de acordo com a fé constante, contínua, diária, ao tocar as vestes de Jesus, recebestes a cura.

Com esta passagem, quero dizer a todos que basta se abrirem para a cura que está dentro de vocês; dêem um comando às suas próprias células, renovem seus próprios DNAs. O tratamento espiritual funciona como um simples mecanismo para que vocês entendam o grande poder que está dentro. Ampliar a vigilância, evidenciar cada vez mais os armamentos que cada um possui para equilibrar os sentimentos, as emoções, as verdades que precisam ser ditas, os sermões sempre de acordo com o que está sendo empreendido nas ações, o alívio do peito, porque a grande força magnética que está a serviço de todos precisa apenas de uma pequena abertura da mente para que o grande poder da fonte de manifestação criativa possa chegar, penetrar em cada um, transformando esta realidade em as consciências coletivas, em consciências de vários grupos, para que mantenham isto num caminho de transmutação do que representa o essencial.

A cada dia a humanidade está caminhando para o caos. O caos retirando o bem material mais precioso da humanidade: o dinheiro. Mas as mensagens, não de agora, mas de muito tempo, já vêm informando que vocês devem executar vidas alternativas e paralelas. Em seus quintais empreendam suas hortas. Em suas varandas empreendam suas hortas. Em suas pequenas propriedades executem a agricultura simples. É chegado o momento do sistema planetário em que os espíritos, em que os espectros, são convocados para fazer o caminho de volta.

Essa capa energética que todos vocês estão a vivenciar agora pode representar a última de uma grande saga, para que vocês retornem para suas fontes de manifestação e origem criativa, depois de empreendida uma longa jornada. Afinal, as infinitas vidas neste planeta não podem ficar de forma descontrolada. É necessário que as consciências ativadas ponham-se a serviço dos canais espirituais, dos canais da lucidez, das verdades de cada um, empoderando o caminhar, cada vez mais desapegando das suas vestes ilusórias da matéria.

Alguns de vocês podem perguntar: Terei que parar de comer, de me vestir, de ter a minha casa, o meu conforto? Não. Não terá que parar nada, apenas que passe pelo caos, que representa uma fase, uma temporada planetária. Eu sugiro que criem mecanismos alternativos para abrandar, para minimizar as suas dores, os seus possíveis colapsos mentais e ajudar ainda a coletividade. Neste país que estamos a pisar, o que as nossas consciências permitem, existe algo chamado salário mínimo. O salário mínimo para a grande força do materialismo está à beira do caos e serão empreendidos movimentos de saques, porque as pessoas começarão a passar fome e não conseguirão pagar mais nada com o que se chama salário mínimo.

Então com isso, quanto mais a consciência individual unindo-se ao coletivo, para abraçar as forças do bem maior, Deus, das manifestações que cada um acredita, dará um conforto para criar mecanismos de alívio dessas dores. As dores da morte que o planeta Terra já executou, da fauna, da flora e de sacrifícios humanos. A força planetária está na iminência de dar um basta, porque a grande sutiliza que são todos vocês, diariamente estão sendo convidados a fazer parte, não conseguem sustentar tais comportamentos e situações. Por isso que, certa feita, houve uma canalização da carne que adoece a carne. Mas poderia ter escrito do caos que reside dentro do caos. O caos externo que reside dentro do caos interno.

Se cada um de vocês representa o universo, então todas as fontes caóticas que representam o externo estão dentro de vocês. Todos são partícipes. Não existem responsabilidades maiores ou menores. Cair nas reclamações e julgamentos de quem está a serviço da mancha negra representativa de um colapso mínimo, mas que dilacera vidas múltiplas, milhares de vidas por uma assinatura, para decretar a morte de milhares de pessoas. Estas pessoas estão embevecidas. Poderia falar, chipadas, envenenadas. Mas não adianta tão somente apontar o dedo para quem está mais envenenado. É necessária uma mudança da postura íntima de cada um de vocês para representar os seus multiplicadores de quem vocês possam multiplicar, formando uma cadeia.

Para entender o que eu estou a dizer, pensem nas dores que às vezes sentem e não há remédio que abrande a dor da sua alma. Que o seu corpo comece a multiplicar células de forma inadequada, formando os cânceres da vida. Quantas pessoas vocês conhecem que se transformaram no próprio câncer materializado da vida. Existem vários tumores encarnados, tumores malignos encarnados, existem vários tumores infiltrados nas famílias, nos locais de trabalho, na economia, na política, vários cânceres e tumores.

O que o grande serviço magnético da força pede é o recrutamento das mentes que se abrem para o mínimo despertar, sem ponderar quem está mais à frente, quem está mais atrás, porque isto é uma armadilha. Sejam quem vocês são, amadurecendo o que vocês hoje pensam, que tenho certeza de que é diferente do que ontem e será diferente do que vocês irão pensar amanhã. Os seres humanos passam por múltiplas manifestações hormonais, carregadas pelos envenenamentos sutis que acontecem para solidificar a manipulação das mentes igualmente das consciências que estão dentro das mentes.

Encarem os festivos natalinos como não o papai Noel, não São Nicolau, não esta estória que contaram para deixá-los cada vez mais dentro do quadrante do universo prejudicado. Aliviem-se porque vocês não sentem vontade de ter a obrigação de distribuir presentes para quem você não gosta, não se sente bem, para quem o seu coração só encontra na noite natalina. Aliviem os corações! Não precisam mais da falsidade para alicerçar a bondade. Guardem o dinheiro de vocês para a queda da mentalidade desses que estão achando que somente o poder da caneta é capaz de mudar o mundo de forma insana, para ajudar aqueles que possuem canetas para abrandar as dores dos muitos acolhidos.

Certa feita, Irmã Dulce começou uma jornada, acolhendo uma pessoa erma, marginalizada. Passou a empreender visitas para dezenas, depois foi convidada pelo mesmo Deus que me assiste neste momento, para transformar a casa dela a serviço do coletivo.

Os animais deste planeta pedem um olhar diferenciado. As plantas, as florestas, os rios, pedem um olhar diferenciado. Não de pena, porque a pena será do ser humano. A pena que a fauna e a flora julgarão o que o ser humano precisa para despertar a consciência. Educativos ambientais devem colocar os seus interessados em campo. O meio ambiente deve sair da literatura. O meio ambiente precisa de recrutadores em campo. Se você quer ser um educador ambiental, então comece na sua casa. Faça a seleção dos seus lixos. Separe o que é orgânico, o que é reciclado e o que não é reciclado.

Não adianta se embelezar com grandes discursos e literatura se em sua casa você não faz a mínima seleção para amenizar as dores deste planeta. O que está muito próximo a cada um. Peguem três baldes e comecem a separar o que é orgânico, o que é reciclado e o que não é reciclado. Mais adiante vocês irão me dizer o tamanho do lixo que vocês produzem de não reciclado, que é mínimo. Depois que conseguirem executar dentro da casa de vocês esta pequena faceta, estimulem nos locais de trabalho, façam projetos, levantem da cadeira. Empreendam coleta seletiva. Eduquem as pessoas que não estão tendo acesso ao que está sendo dito agora. Não com proselitismo, mas por amor.

Sabe aquela água que desce pelo ralo do banheiro, após o seu banho higiênico? Aquela água vai para o rio e o rio vai para o mar e o mar te banha. Busquem utilizar produtos menos agressivos. Aprendam a fazer o sabão e os xampus de vocês. Busquem quem já faz naturalmente. As tinturas dos cabelos são venenos projetados para engessar a consciência de vocês mulheres. Os miomas dos úteros são sequelas também deste envenenamento. Busquem norteadores mais naturais. Existem pessoas que já estão executando produtos mais naturais. Entendem a sutileza do envenenamento? A tinta que vocês mulheres colocam nas unhas e entram na corrente sanguínea, por meio da cutícula aberta, e é outra válvula de veneno. Busquem mecanismos alternativos. Não estou a dizer que parem com a beleza. Estou a sugerir caminhos alternativos e conscientes.

Aos poucos, colocando água alcalinizada com três rodelas de limão, na vida de vocês, muitas transformações nos corpos e nas sutilezas das emoções serão empreendidas. Os primeiros raios do sol, entre cinco e meia da manhã e seis horas, deveria ser a pílula distribuída para toda a humanidade. Se eu, enquanto Pai Damião, pudesse distribuir um único remédio para a humanidade planetária Terra, eu distribuiria um banho de sol entre cinco e meia e seis horas. Simples e grandioso. Ao alcance de todos.

Que este natal de 2016 seja um natal divisor de águas no seu coração, porque não está mais a reproduzir o que a multidão ordena que você execute. Está apenas a fazer apenas o que o seu coração verdadeiramente pede, porque o natal começa dentro do coração de cada um. Jesus nem nasceu no dia 25 de dezembro. Desapeguem dessa data. Façam a renovação de Jesus diariamente, porque o Mestre Jesus se alegrará muito mais do que em uma única noite. Dividam uma noite por 365 noites com Jesus. Se queremos abraçar o Mestre Jesus comecemos com os 365 dias do calendário romano e não em uma única fajuta noite. Esta noite não vale. Aprecio os corações que vibram 365 dias, sem medo de levantar da cadeira e de lutar pelos seus propósitos e ideais, sem olhar para trás e sem escutar os cães sarnentos que querem deixar você ainda no cativeiro.

Não precisa ir para muito longe. Não precisa acessar as estrelas para entender o que estou a dizer. Vocês têm o tambor, o atabaque dentro de vocês. Escutem seu coração. Sintam o que os atabaques naturais, os seus pulsos, pedem a vocês, para que coloquem a mão na massa, para que empreendam. Garanto a vocês que não estão aqui tão somente para acordar, comer, trabalhar, gastar, comer, dormir. Estão aqui para muito mais do que o óbvio. O que vocês são além do óbvio? Reflitam. O óbvio qualquer pessoa faz. Está dando atenção às suas dores há quantos anos? Eu convido você a deixar as suas dores pessoais de lado e olhar para o seu lado e enxergar outras manifestações de dores que a vida amadureceu você, para que agora você se unisse a pequenos grupos ou você mesmo sozinho a fazer a diferença onde vocês estão estrategicamente colocados: família, trabalho, amigos, sem usar psicotrópicos. Lúcidos, sabendo o que estão a fazer.

Vamos para o desafio fora do óbvio. É o grande desafio de 2017.

Muita paz.

Pai Damião

Águas de Aruanda, 19 de dezembro de 2016


7 visualizações

Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon