A retroprojeção do EU: amar é cafona e sexo é pecado



Na inquietude da matéria, o ser humano vai criando meios de distração das sensações da carne e eliminando aos poucos a sutileza do espírito. Amar começa a ser cafona, a partir do comento em que há muitos interesses correspondidos ao nobre sentimento de tão somente ressoar ondas vibracionais de aconchego, lealdade, cumplicidade. Mas então vem o sexo e é dito ser pecador aquele que se vale de tal instrumento de aterramento para encontrar com Deus em momentos curtos de segundos de ápices.

Diante desse contexto, o ser humano vai afrouxando seus parafusos mentais e seguindo para uma letargia de que não há mais bússola a confiar quando o assunto pode envolver a sexualidade e seus desdobramentos. Amar pode ser pecado, o sexo pode ser banal, as relações a dois já não se encaixam com os propósitos de cada ser vivente neste planeta... Um caos.

Mas, então seria o caso de aposentar o amor e deixar que o sexo seja o estagiário? As formas de amar estão sendo cada vez mais distorcidas, principalmente em relacionamentos afetivos, com cobranças exageradas por carências de coisas mal resolvidas dentro da perspectivas de cada um. As projeções vão sufocando a matéria, causando as dores no espírito e chega um momento que não se sabe mais quem realmente é divino.

Algumas vezes os seres humanos são convidados para o celibato, mas os hormônios e ímpetos falam mais alto e, numa tentativa de frear o vulcão interior, certos líderes começam a aprisionar seus seguidores em ondas de pecados mortais que para alcançarem a salvação devem tocar a Deus com repressões inúteis. Crimes bárbaros são provocados por direcionamentos inadequados da sexualidade, que é algo natural do ser humano desde a formação de estrutura celular dando origem ao corpo e todos seus comandos neurológicos.

Na realidade o sexo representa a válvula de esgotamento do embaraço do sistema nervoso, a fim de equilibrar os estados de humor e desequilíbrio dos corpos, em variados níveis.

Com essa informação, não adiantará sair buscando parceiros imediatos para dar vazão ao que fora dito anteriormente, porque você cairá na promiscuidade e desvalorização da matéria, suprimindo seu espírito aos abismos norteados por abutres das trevas.

Uma noite e nada mais. Quem nunca sentiu tal aventura para o plantio de uma semente que poderia germinar rumo ao amor? Mas deveria ser um amor sem tantas cobranças nem projeções, quiçá fugas de realidade vividas em casa.

Os engravidamentos acidentais são balizas de um norte equivocado para justificar ao fundo um sentimento de fuga que você não tem responsabilidade para assumir o que verdadeiramente quer.

Dante, ao escrever a Divina Comédia, trouxe um arcabouço de manifestações do representar a vida em suas diversas máscaras seguidas pelos seres humanos, tão parecido com o Inferno evidenciado por ele, também representando o caos das mentes nefastas da escuridão do que é amar verdadeiramente.

Para ficar bem claro e exemplificativo, o sexo representa a fiação que leva a energia para sua residência, eu interior, sendo que o amor é a usina que direciona tal energia para você e irradia para os próximos, e os próximos dos próximos, até mesmo para pessoas que tiveram que ser amadas antes da energia do amor chegar a você.

Você já pensou que, antes de encarnação você teve que ter experiências em outras capas corpóreas para preparar a realidade do agora? Por diversas vezes, você frequentou este planeta para neutralizar campos vibracionais a fim de encontrar a atual realidade com todo o arcabouço de experiências e aprendizado. Fugir do agora pode banalizar o amor e, consequentemente, cair no sexo por sexo, como se renunciasse a usina e criasse sua própria bateria para alimentar o que tem prazo determinado para possíveis sensações.

Na retroprojeção do EU, muitas coisas podem ser descobertas, numa verdadeira faxina da alma, mas tudo é válido quando você quer rememorar seus propósitos nessa existência, sem ninguém dizer o que você deve fazer, apenas sugestionar os caminhos e oportunizar a construção de suas verdade íntimas e particulares.

Então, jamais o amor pode ser empobrecido na cafonice das mentes insanas e doentias, nem muito menos o sexo pode ser pecado, posto que é nesse conjunto que os seres humanos encontram com Deus, divindade interior, aterrando as consciências para melhor ciência do que precisa ser empreendido para o descortinar na consciência coletiva obscura.

Cure a sua personalidade, saindo de suas sombras doentias e pensamentos ermos. Abrace o seu poderio vital e sinta a retroprojeção do EU sendo renovado a todo instante por energias que brotam da terra e são recebidas do céu, por meios dos seus chakras dos pés e do coronário, respectivamente.

Ame-se. Liberte-se. Sexue-se. Livre-se. Respire e agradeça.

Pai Damião


0 visualização

Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon