Exu Tranca-Rua das Almas



O banquete está servido na Morado do Alto e os filhos ainda não chegaram à grande festa do pai. As horas vão passando e nenhuma criatura dadivosa chega...

Ah! Finalmente uma carruagem chegando, deve ser o primeiro convidado. Nããããããão. Somente os cavalos chegaram com o luxuoso veículo. Onde estão os convidados?

Na verdade, ninguém chegou e nem chegará, porque os incrédulos vão aos banquetes como abutres em busca de alimentos podres, sendo que na verdadeira Morada a falsidade dos atos não consegue atravessar os portões e olhos dos guardiões.

Por que então tantas vaidades e mentiras, quando na verdade seria mais fácil a exatidão das atitudes?

A reflexão é chamada para invadir as residências íntimas de cada convidado e diga-se que o seu nome está nessa lista. Ou achava que era somente um conto de fadas ou devaneios de um solitário espírito?

Reflita para onde quer seguir com a sua carruagem e quais banquetes queres usufruir, com quais companhias queres dividir as gargalhas e lamentações. Sim, lamentações fazem parte do grande banquete da vida, justamente para vigiar-se e saber o que tanto reclama e nada segue adiante para melhoria por mérito próprio.

Confusão, caos... Agora te peguei a pensar que tudo não está ao seu controle, não é? Realmente, uma conversa a dois de forma franca faz muito bem e agora acabamos por aqui”.

Exu Tranca-Rua das Almas,

por Thyago Avelino


290 visualizações

Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon