Sigam em frente sem muletas e bengalas



Vamos prestar atenção no silêncio. Vamos verificar o que o silêncio quer dizer para cada um. Não existe coisa melhor do que viver sem muletas. Bendito seja aquele que se utiliza e vive com uma bengala, mas sabe que não será eterna.

Cuidado com o modo em que se opera a vida de cada um por conta de muletas e bengalas e por ventura podem se acostumar no dia-a-dia. Muletas disfarçadas por vícios de todas as esferas que existam. Muletas de dependência de pessoas. Não existe muleta pior do que essas dependências. Para você estar triste, para alegrar, precisa de uma muleta. Se você está alegre, busca-se uma muleta para comemorar, para ampliar aquela sensação maior de felicidade. E assim a humanidade vai pegando caminhos mais curtos, eivados de sensações aparentemente infinitas, mas ao mesmo tempo, correndo atrás do próprio ser sem sair do lugar.

Quando se fala a palavra aterramento, significa conectar com o rabo de cada um, na força da mãe terra. Todos os seres humanos possuem esse rabo no final da coluna vertebral. Algum dia, quando vocês foram embriões, já tiveram rabo. Esse grande rabo ainda existe energeticamente e é este grande rabo que faz o aterramento que conecta cada um com a força divina da terra ao mesmo tempo em que o chacra coronário faz a conexão com as consciências mais elevadas, porém o canal precisa estar muito bem equilibrado para poder perceber os sinais e as sutilezas.

Se você não está tão bem, alguns projetos ficam suspensos, aguardando o canal ficar perfeito, para poder prosseguir e aguentar todas as cargas espirituais, energéticas e materiais que possam existir nos seus projetos.

Com isso quero dizer que agora nesse final de ciclo, nesse final de ano, de calendário, avaliem os exageros, as ausências, as preguiças, os projetos que poderiam ser melhores, os projetos que deram certo e como deram certo, e como poderia dar muito mais certo. Prestem atenção na força que está sendo guiada dentro de cada um de vocês, falando e executando exatamente na mesma sintonia.

O universo cada vez mais tem cobrado a fala com atitude. Se se fala muito em respeito o universo vai colocar muitas tarefas para que você execute o respeito. Se se fala muito em amorosidade, o universo vai colocar muitas situações que necessite a aplicabilidade da amorosidade sem condições, amor incondicional. Se se fala muito em caridade, isto vai ser colocado muito em sua frente para saber exatamente até onde está o seu apego, para poder aprender diante da dinâmica da vida espiritual, o desapego consciente e ao mesmo tempo, sem desistir da sua jornada. Muletas e bengalas sendo colocadas de lado.

Por alguns instantes a felicidade pode estar dentro de um container, mas depois essa bengala não será mais necessária porque já aprendeu a se reprogramar e a escutar a sua respiração, a sua voz, como seu corpo funciona, o que te deixa feliz e o que drena as suas energias. A melhor coisa é o autoconhecimento por meio da consciência, aprendendo como funciona seu organismo, o que faz bem e respeitar aquilo que o seu organismo necessita.

Lembre-se de que tudo é uma máquina, mas algumas precisam mais de óleo, outros precisam mais de água, outras precisam de mais tantas coisas. É necessário saber a particularidade para uma máquina chamada corpo, caso contrário o espírito terá grande dificuldade de implantar os seus propósitos e o indivíduo passará a viver em um grande vácuo existencial, os buracos negros energéticos, que somente se sabe o nada. E dentro do nada existe um grande vazio do ser. E dentro do vazio do ser existe o aprofundamento do escuro d’alma e a desconscientização daquilo já aprendido. Parece até mesmo que o sistema cognitivo vai se desequilibrando cada vez mais.

Muletas e bengalas são feitas de forma temporária. Não se acostumem diante da felicidade e da tristeza. Observem o fluxo natural energético do seu corpo, diante da dinâmica da vida. A dinâmica da vida é feita de luz e escuridão, tristeza e alegria, bondade e maldade. Aprendam a trilhar pelo caminho que compõe o equilíbrio, sem puritanismo nem perfeccionismo, mas tão somente aquilo que te faz melhor. Busquem a vida que te faz melhor. Sejam melhor todos os dias e diferente do dia anterior.

Não existe coisa mais escura e inescrupulosa do que você ser pior do que o dia anterior ou ser igual. É terrível. Provoca pesadelos e desequilíbrios energéticos, porque você se percebe em uma mesmice e as dores da alma começam a acontecer. As dores musculares que não têm explicações começam a corroer todo o seu ser. As dores da alma são elevadas cada vez mais.

Ressignifiquem as suas vidas a cada instante. Façam o melhor a cada instante, afinal vocês não tem o domínio do depois. O depois é algo que vocês não sabem se chegará. Estão aqui, mas não sabem por quanto tempo mais. Sejam os melhores, as melhores versões de vocês agora. Abram os seus corações! Valorizem-se! Não percam mais tempo. Mergulhem-se e enxerguem o diamante que existe dentro de cada um. Parem de lançar pérolas aos porcos. Analisem qual o ambiente em que vocês contam e faça disto sua realidade. Seja a sua melhor versão agora. Execute-a infinitamente!

Assim seja.

Pai Damião

Águas de Aruanda, Aracaju, 02 de dezembro de 2017.


278 visualizações

Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon