Reforma íntima independente: convite aos brasileiros



Um conselho que dou sobre a situação atual do país. Busquem auxílio dos campos. Busquem ter um pedaço de terra. Busquem a independência. Diante desse colapso que este País está passando, todas as pessoas estão refletindo das dependências e aprisionamentos. Criem seus próprios alimentos, assim como alternativas de fornecimento de água natural. Criem seus próprios sistemas de energia.

Então, vem uma situação como essa que assola todo o País, em que as sombras das pessoas são iluminadas, que o falso desespero é colocado na mente das pessoas, porque as pessoas não estão efetivamente preocupadas com nada, porque o sistema de anestesia das mentes está ainda em pleno vigor. Os seres que comandam todo esse sistema teórico de caos, anestesia cada mente, para que somente enxerguem a dor e o sofrimento.

Aqueles que efetivamente enxergam a essência do aprendizado coletivo que está sendo convidado, toda a humanidade deste território, consegue compreender perfeitamente as revelações em vários escritos psicografados, canalizados, das transformações planetárias, das buscas incessante pela conscientização da humanidade. Estamos no final da moratória que o médium Chico Xavier disse. O final da moratória se encerra em 2019. Estamos no período de moratória, para que a humanidade em 50 anos revelasse quem efetivamente é, para os que aqui possibilitassem estar encarnados, viabilizassem um mecanismo de buscadores da luz, mas transformados agora em disseminadores, multiplicadores da luz por uma nova consciência.

Então, todos esses colapsos vêm e vêm muitos outros, para saber efetivamente como vocês estão em termos de dependência e todo esse joguete que se torna a vida mecanizada de muitas pessoas. Saiam do sistema mecanizado, busquem uma independência dentro do jogo. Saibam ser independentes dentro do jogo. Falo mais uma vez. Busquem terras. Não se compreende um sistema de colapso urbano, mas se entende um colapso existencial de sobrevivência em que as consciências, elas precisam efetivamente trabalhar consigo para ter os seus alimentos independentes de qualquer estrutura de joguete mecanizado.

Reflitam comigo. As pessoas que estão na zona rural. Se todo esse caos foi impregnado a essas pessoas. Não foi. Porque estas pessoas ditas ignorantes, menos qualificadas do que os seres urbanos, estão nas suas independências. E aqueles ditos urbanos, mais inteligentes, dotados de uma escolaridade e sabedoria dita maior, estão em caos, de uma sobrevivência, sem saber se haverá o pão de cada dia em cima da mesa e nenhum dos seus dinheiros, guardados em caixas, serve para nada, porque não existe o que comprar. Não existe possibilidade do que comprar. Nenhum centavo do seu dinheiro, aprisionado em uma caixa, é capaz de te garantir a sobrevivência, dentro desse sistema caótico.

Busquem a independência íntima, a independência profunda de vocês, e a reflexão do que efetivamente toda a espiritualidade, em dimensões variadas, vem dizendo. Busquem a reconexão com a natureza. Busquem o respeito à natureza. Voltem para a origem. Voltem para a zona que muitos dizem que são serem aborígenes, indígenas, que muitos dizem que tais seres são primitivos, primários, e como vai retornar a essa fonte. Mas a fonte de todos os seres humanos está na magnitude da reconexão com a natureza, tais como florais e tantos outros mecanismos que são manifestados e são reproduzidos com a força da natureza.

Busquem a natureza efetivamente. Invadam a natureza e verifiquem que tudo o que o ser humano precisa está na natureza. Você tem alguma doença de cunho mental? Faça uma cama de folhas. Deite por uma semana. Deite debaixo de uma árvore, numa rede. Reconecte-se novamente com sua fonte de origem. Tome chás, faça banho de ervas com consciência, não aleatoriamente. Reconecte-se com a natureza. As células dos seres humanos reverberarão. Consciência diante de todas essas situações.

Busquem evidenciar que a vida está além das caixas com dinheiro. Nem o maior montante de dinheiro é capaz de salvar aquele que não está na sua independência da alma. Aqueles que estão em seus devidos propósitos, cumprindo efetivamente o que precisa ser feito, transitam levemente por toda essa situação e por todo e qualquer sistema de adoecimento da humanidade. Vírus, bactérias, tantas outras ciladas são empreendidas, mas os corpos somente perecerão se não estiver em sintonia efetiva com o propósito.

A espiritualidade precisa de arqueiros firmes e fortes para empreender a caminhada. Mas aqueles que estão somente presos nas caixas, que se corrompem por esse joguete implantado em suas memórias de caos, esses sucumbirão a faixas profundas das próprias sombras, porque a humanidade está precisando da transformação nessa reta final da moratória que foi dada para o planeta terra. A moratória energética espiritual da grande confederação precisa ser cumprida.

Abram os seus olhos. Abram os seus ouvidos. Abram os seus corações para que não fiquem no romantismo da espiritualidade, para não ficar no joguete da manipulação da dita espiritualidade, que te coloca doença, que te retira doença. Veja se efetivamente você quer ser curado. Veja do que efetivamente você precisa ser curado. Veja se efetivamente você já ouviu e perguntou à sua doença o que ela tem a lhe oferecer de aprendizado para você. O que você está aprendendo com a sua doença da alma ou do corpo? O que você está aprendendo agora com ela? Você já perguntou quais são as lições, as perfeitas lições que o seu corpo está a dizer pra você? O que é que você precisa prestar mais atenção? O que é que você precisa começar a subir a grande escadaria da transformação, se é isso efetivamente que você quer? Ou se é somente um jogo de ilusão de querer transformação quando na realidade existe uma preguiça efetiva da transformação para algo que se almeja, mas que não tem forças nas pernas para caminhar.

A espiritualidade está aqui para aplicar todas as vacinas, dando força, coragem, convicção de que vale a pena cumprir os seus mistérios dentro dos corpos de cada um que aqui se apresenta, mas é preciso que os seus corações estejam abertos sem revoltas para Deus, porque Deus não é culpado de nada do que está acontecendo. Deus é um grande professor ou professora, como assim se recepcione a energia divina, de tudo isso que está sendo implantado. Se algo de ruim acontece na sua vida, se algo decepcionante na sua vida acontece, verifique qual o aprendizado, qual a primeira lição que precisa ser cumprida, o primeiro pensamento que precisa ser cumprido.

És espírita? Então edifique todos os livros que você já leu até agora. Todas as mensagens que você já leu. Todas as palestras que você já teve acesso. Por que temes a morte? Por que a morte te amedronta tanto? Do outro, ou a sua própria morte. Por que temes retornar para a casa do pai ou devolver alguém que nunca foi seu, pra casa do pai? Por que essa possessividade? És espírita? Aplique todos os aprendizados. Aplique com amorosidade. Reconheço que existe um apego natural da carne com outra carne. Existe um apego natural com as expectativas que são criadas. Reformule todo esse sistema, colocando amor. Ame o fluxo natural da vida. Ame esse sangue quente que corre nas suas veias. Ame todo o sistema que aqui acolhe a você neste momento, porque o tratamento já iniciou desde a minha primeira palavra.

És espírita? Então não queira manifestações de adivinhação. Saiam dessas consciências de usar a espiritualidade, principalmente vibração de pretos velhos, caboclos, exus, orixás, para criação de pactos. Não integro nesse tipo de espiritualidade. Repugno às zonas de luz este tipo de espiritualidade. Jogo nos grandes calabouços energéticos e espirituais todos os seres que se manifestam como “encantados”, quando na realidade são grandes articuladores das trevas, enganando toda a humanidade. “Dê-me algo, que eu te dou algo em troca”. Não acredito neste tipo de alta espiritualidade. Quer seu amor de volta? Acolha. Acolha dentro de você. Quer seu parceiro de volta? Acolha-se. Não em negociatas amorosas. Isso é baixo espiritismo. Isso são pactuações com as trevas. Não reconheço esse tipo de espiritualidade.

Convido a todos vocês para fazer um mergulho íntimo. Quer vender um patrimônio? Transforme-se. Vibre efetivamente pelo desapego do patrimônio que você quer vender e não queira pactuar com a espiritualidade a venda do seu patrimônio, porque a espiritualidade tem um grau hierárquico de consciência muito maior do que uma preocupação de uma venda de um patrimônio. Quer vender patrimônio? Transforme-se. Quer dinheiro em sua caixa? Transforme-se. Para que você quer dinheiro? Para ajudar a humanidade e a você mesmo também, dentro do fluxo perfeito da vida? Ou você quer apenas pacto por pacto? Existem vários seres, em várias esquinas das trevas, para fazer todo e qualquer pacto de sucesso e de muito dinheiro. É isso que você quer? É dinheiro que você quer? Vá na primeira esquina e faça um pacto com o primeiro trevoso que você encontrar. Chame o demônio. Ele pode até estar mais próximo do que você imagina.

Verifique, efetivamente, quais as suas vaidades pela sede do poder de ser reconhecido. Por que você quer ser reconhecido (a)? Por que você vibra tão somente nessa energia das alturas, quando seus chacras superiores estão em completa distonia com seus chacras inferiores. Integre-se. Tenha o progresso e a abundância, mas de forma consciente.

Sejam jardineiros desse jardim da humanidade. Essa é a espiritualidade que está em várias mensagens de tantos outros lugares espalhados pelo planeta. Transformem-se! Enxerguem-se! Acolham-se! Deus está dentro de você. Chega de se ajoelhar e se encher de culpas e pecados, porque isso já aprisionou a humanidade por muitos séculos. A humanidade anestesiada e embebecida por culpas e pesadelos que não são de nenhum de vocês, por manipulações horrendas para escravização da alma. Alimentar-se da alma de tais seres que estavam aqui implantadas no planeta, mas agora chegou o momento de cada um de vocês assumir os seus lugares.

A luz precisa de vocês, de cada um de vocês. A luz, a grande espiritualidade roga e clama pelo auxilio de vocês, por essa transmutação da consciência de vocês enxergarem a vida de forma mais leve e tranquila. Por mais espinhos que aconteçam, esses são os poderios de transformação que a vida colocou à sua frente. Enxugue suas lágrimas, coloque suas armaduras e entre na vida. Volte para a vida. Se a vida não foi tão benéfica com você até agora, observe tudo que você já aprendeu até então. Se não foi sempre você querendo manipular a vida, por isso que a vida causou dor. A luta sempre foi você com você mesmo. Por que a culpa está nos obsessores? Por que você tem tantos obsessores? Que devedores são esses que acolhem tantos espíritos trevosos para atormentar tantas noites durante a vida? Qual a conexão que você estabelece com seus obsessores? Qual o alimento que você dá diariamente para os seus obsessores? Pensamentos corruptos, pensamentos nefastos, pensamentos de baixo calibre energético, atitudes destoantes com o que você senta num banco de uma sinagoga e faz completamente diferente lá fora? Os medos, que são invadidos pelas doenças? Do que efetivamente a humanidade está buscando? Invadem as sinagogas buscando cura, mas a última coisa que quer é ser curado, pois quando o ser humano é curado das suas dores, ele não sabe mais o que fazer, muitas vezes. Se não está no seu propósito, então é melhor permanecer na dor, no lamentar da vida, porque a vida me retirou um ente querido, porque a vida não me deu o que eu quis, porque eu não sou o que eu quero.

Vejam os filhos que cada um tem. São os filhos perfeitos diante da escolha que cada um fez com a espiritualidade. Os filhos que estão no astral de cada um de vocês são os filhos perfeitos que cada um escolheu. Os filhos que não conseguiram acoplar no planeta terra, são os filhos que você, diante da sua bravura e coragem, decidiu criar esse campo de manifestação para essa experiência perfeita para esse ser que precisou viver alguns instantes aqui no planeta terra, mesmo que tenha sido somente dentro do útero.

Paulo, Pedro, quem são os seus irmãos? Tadeu, quem és tu que não te enxergo? Paulo, porque tu me persegues? Por que não me enxergas, Paulo, como mestre que sou? Paulo, onde estás que não te encontro em você? Pedro, tu me amas? Pedro, tu me amas? Pedro, tu me amas? Do meu corpo saiu virtude e o seu sangramento foi curado. Deixai vim todas as crianças. Essas foram palavras de um grande Mestre chamado Jesus, que em grande profundidade buscou sempre quem era cada um de verdade: Maria, busque o teu filho. Maria, eis o teu filho. Maria, deixe-me ir. Maria, segue o teu caminho até o teu propósito final. Tiago, eis tua mãe.

Enxergam tal profundidade de tais palavras que todos vocês já devem ter escutado, mas precisei falar neste momento para internalização perfeita do que buscas com a espiritualidade.

Por fim, deixo mais uma passagem da bíblia para reflexão:

Zacarias, tu podes tudo aquilo que você quer. Zacarias, olha a tua mulher e enxergarás a grande família que constituirá. Zacarias abre as portas do céu para que o teu filho venha até você e somente pedireis que acenda uma fogueira em manifestação perfeita do símbolo de transmutação. Zacarias, tu podes mais do que imagina.

Pai Damião

Águas de Aruanda

27 de maio de 2018.


68 visualizações

Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon