• Águas de Aruanda

A espiritualidade está presente em sua vida

A espiritualidade se disfarça por vestes, por roupas distintas, similares a quando uma pessoa está vestida de terno e gravata, outro está vestido com uma roupa mais simples ou mais branda, outra com uma roupa mais exuberante, assim segue a espiritualidade em seus contextos religiosos, em seus contextos distintos, aparentemente aos olhos. Então, na realidade o que às vezes somente diferencia é somente a veste, porque o contexto litúrgico, as oratórias, as falas, os ensinamentos, estes são iguais.

A espiritualidade fala por meio de porta-vozes, aparentemente distintos, mas mensageiros, sempre da palavra de Deus, sempre da palavra do amor, sempre da palavra da fraternidade, porque o planeta Terra cada vez mais está sendo convidado, por meio de seus habitantes, a empreender o conceito de fraternidade e a revestir os seus pensamentos diante da mais profunda conceituação da fraternidade.

Na fraternidade todos os seres humanos devem existir, porque somente em vestes é que separam um ao outro, buscando cada vez mais a essência, para que as vestes não sejam pretexto nem justificativa da separatividade. O avanço espiritual, energético, segue em velocidade similar à da luz, para que as consciências, ainda encarnadas, possam alcançar as proezas, as palavras dos ensinamentos.

Milhares de livros e ensinamentos já foram passados por meio de códigos, por meio de hieróglifos, por meio de outras grandes escritas, das primeiras linguagens do planeta. Hora de colocar em prática tudo isso que já foi escrito, tudo isso que já foi passado. Importante prestar atenção no que se é estudado, no que é lido e no que é aprendido, para que possa empreender no seu dia-a-dia. Os medos ainda corroem muito as almas, as mentes. Para o medo, coloquem antídotos, confiança e estudo. Confie nos seus estudos, confie nas suas verdades reflexivas. Confie naquilo que você diz estar contido.

Acredito que caberia a cada ser humano, a seguinte frase: Quem é de casa, se sente em casa. Nada melhor do que você retornar à sua casa, nada melhor do que você estar na sua casa, na sua pátria espiritual. Busquem incansavelmente a sua pátria espiritual e, quando encontrarem a sua pátria espiritual, não hesitem em unir-se aos seus irmãos, pela energia da fraternidade, ao bem da coletividade.

Quem é de casa se sente em casa. Isto é de grande ânimo para o coração e para a mente. O espírito quando encontra a sua casa de origem, que felicidade. É um encontro magnífico em que todos os estudos e aprendizados e as práticas, por meio de experiências, são contidas de maneira fluida, eficaz e amorosa. O respeito está inserido em todo esse contexto. Então, quando vocês pisarem em qualquer contexto, pergunte ao seu coração: Sinto-me em casa? Não se submetem àquilo que o seu coração não vibra. Dogmas, regramentos, estão cada vez mais em declínio. Vocês precisam da robusteza, da consciência, da efetividade, da amorosidade, do respeito, para consigo.

Os seres humanos, neste momento planetário, estão sendo convidados a assumirem os seus lugares de origem, os seus lugares de respeito. Para assumir o divino direito da felicidade. Todos vocês foram colocados dentro deste contexto energético, espiritual, do reencarne, para que neste exato momento pudessem presenciar tudo que está sendo evidenciado pelas forças da natureza, pelos colapsos das mentes, por tudo que há hoje no contexto planetário. Cada um de vocês foi colocado como uma fagulha, para que essa centelha divina possa ser germinada, possa ser aproveitada e despertada.

Não se vendam por qualquer tipo de preço ou por qualquer ilusão, por promessas robustas, por caminhos mais rápidos. Às vezes os atalhos saem com um preço muito alto, por meio dos egos, em sempre querer tudo na hora exata e do jeito seu. Prestem atenção. Não suje suas mãos de sangue, pois sangue pede mais sangue e apenas sangue maior terá na sua vida. Busquem a sutileza da espiritualidade, no seu contexto mais íntimo.

Deus está contigo sem grandes intermediários. Você é parte de Deus, perceba isso, sinta, internalize este contexto de ser parte de Deus. Então, se é parte de Deus, jamais precisará que ninguém suje as suas mãos com o que quer que seja para chegar a Deus. Sintam efetivamente o seu coração. Empreendam atitudes heroicas saindo de zonas de conforto e lamentações, e deixem de colocar a culpa na espiritualidade. Não estamos num contexto de comércio, de escambo, trocando nada por nada. Estamos num contexto de veracidade, de tranquilidade, de despertar a uma reflexão espiritual.

Estudem, estudem. Somente pelo estudo terás uma fé mais lúcida. Se não estuda, se não lê, se não buscas respostas infinitas, por caminhos infinitos, jamais sairás do empobrecimento da alma. Lembre-se que a sua alma levará para todo o infinito, todas as experiências e contextos de estudo que empreender agora. Não temas a leitura, não temas o despertar de vários assuntos. Entenda que a espiritualidade é ampla, é uma e que tudo está em uma só coisa, em tudo. Sintam-se livres, honrados e respeitados por onde vocês forem, mas desde que sejam de verdade.

Estou diante de almas com sede de aprendizado, com sede de processos curativos, mas os processos curativos para a sua alma só poderão ser executados desde que você se abra efetivamente para esses processos curativos, entendendo que o caminho será infinito, não terá um início, meio e fim, porque você não sabe em que contexto da sua trajetória espiritual você está. Você não sabe o início efetivo. Você não sabe se está no meio. Você não sabe para onde a sua alma está se guiando, mas atenção no presente, pois o estado de presença mais uma vez te guiará para que você preste atenção às experiências que você está empreendendo agora. Perdoe a todos aqueles que te feriram. Não vale a pena carregá-los na sua mochila de vida. Não vale a pena se prender ao passado para justificar atitudes que você não toma agora no presente. Não vale a pena você culpar quem quer que seja por uma infelicidade que somente é sua.

Ressignifique imediatamente a partir de agora e decrete a sua felicidade e seu estado de agradecimento. A porta da felicidade abre-se com o agradecimento. Olhe tudo que está ao seu redor, olhe as pessoas que estão ao seu redor. Agradeça infinitamente este momento. Agradeça de coração aberto e amoroso a tudo que está contextualizado. A redução das reclamações fará com que você enxergue sutilezas e coisas ainda maiores que já estão em sua vida, mas que são impedidas de serem visualizadas por tantas reclamações.

Os mestres às vezes se disfarçam de pessoas difíceis em seus destinos, nas suas vidas. Às vezes aquelas pessoas mais difíceis são os mestres disfarçados. Não coma do mesmo prato, mostre uma outra realidade, seja você empreendendo disciplina e ordem na sua mente para que não deixe que o outro roube a sua paz. Permaneça com a sua paz, porque ela é sua, diante do dinamismo da fraternidade.

Assim seja.

Pai Damião

Águas de Aruanda, 14 de agosto de 2019.

0 visualização

Razão Social: Centro de Formação Espiritual Águas de Aruanda
CNPJ: 021.469.181/0001­70

End: Av. João José de Santana, 1216 - Robalo - CEP: 49005-050 
Aracaju - SE

  • Facebook Social Icon